Mensagem aos Noivos.

 

Oi, eu sou Rita, cunhada da noiva e prima do noivo e fui carinhosamente convidada a proferir uma mensagem ao casal.

Todos nós temos uma boa história de Amor. Todos aqui presentes já estiveram em algum momento de extrema dedicação e zelo por alguma pessoa ou coisa que, mesmo sem lhe retribuir algo em troca, dar-lhe-á um sentido à Vida. Filhos, amantes, hobbies, a natureza, Deus… Num mundo cheio de distrações, somos tendenciosos a escolher algo para nos apegar com força. A história de Amor, que hoje estamos presenciando começou há 13 anos. Patrícia e Robert estão juntos há ininterruptos 13 anos. Suas histórias se confundem com as paredes desse prédio, com as missas realizadas nessa Igreja, com os valores implantados nesse Colégio. Aqui mesmo, nesse local, há 13 anos, dois jovens com anseios diferentes, criações diferentes, corpos diferentes, sem perceber começaram a percorrer um caminho traçado por Deus. Por mais de uma década, eles compartilharam sorrisos, lágrimas, amizades, dúvidas, questionamentos e todos aqueles extraordinários sentimentos inerentes aos jovens. Todos os sentimentos que seguramente mudaram na vida adulta.

Paty e Robin estiveram juntos da saída desta escola à saída das faculdades, das mudanças de endereços às mudanças de empregos, das mudanças de amigos às mudanças de sonhos, do nascimento de novas esperanças até à perda de uma das pessoas mais importantes. Essa história tem compartilhado todas as dificuldades e os todos os prazeres da vida adulta também. E o mais interessante dessa história talvez tenha sido o fato de que não existiria essa Paty, nem esse Robin, sem a influência desses 13 anos compartilhados a dois. Muito de suas personalidades foram remodeladas ao longo desse tempo para se encaixar perfeitamente no sim que presenciamos no dia de hoje. Essa história, cheia de outras histórias, que a principio parece grande, longa, uma eternidade, está apenas começando. Paty e Robin, com seus apelidos infantis, por muitas vezes voltarão a ser Patrícia e Robert para continuar desvendando qual é o verdadeiro sentido do Amor. E não adiantarão todos os conselhos de família, de amigos e até de desconhecidos por que viver o casamento é o que vai lhes garantir encontrar o sentido da vida que vocês escolheram.

Todos nós aqui teremos ainda muitas histórias de Amor, inclusive Paty e Robin. Surgirão os filhos, os netos, os bisnetos e sempre que alguma novidade desse tipo aparecer, eles se olharão novamente com a certeza de que Deus continuou abençoado essa história muitos e muitos anos depois. E todos nós aqui presentes também encontraremos motivos suficientes para continuarmos nos apegando com o que quer que seja, por que esse é o verdadeiro sentido da Vida.

Hoje, o foco de nossas preces, de cada uma das pessoas aqui presentes e também de muitas ausentes, é que Deus continue participando ativamente da história de vocês, Paty e Robin. Que Deus continue encorajando seus espíritos e que vocês nunca percam a fé. Vocês estão comemorando essa data da melhor forma que Deus poderia lhes dar: com Sua benção. Essa é a razão da nossa presença e do nosso testemunho.

Não esperem dias maravilhosos. Esperem dias maravilhosos! Não esperem dias difíceis. Esperem dias difíceis! Nenhuma experiência anterior em suas vidas, nem de longe se assemelhará ao que vocês começarão a viver agora. Casamento é tudo isso o que as pessoas falam e também tudo o que não falam. Haverão dias em que vocês irão querer sair correndo e haverão dias em que sairão correndo de qualquer lugar só para chegar em casa.

Aliás, o sentido de “casa” também mudará um pouco. “Casa” deixará de ser um lugar para ser um encontro. “Casa” passará a ser qualquer momento em que vocês estiverem absolutamente conectados, mesmo que seja há quilômetros de distância. “Casa” será vocês dois em comunhão com Deus. Por que o Amor de um casal em comunhão com Deus naturalmente inspirará todos ao seu redor. Por que casas poderão cair todas as noites e serem reconstruídas todos os dias.

A saúde de um passará a ser a saúde do outro. Aliás, os problemas de saúde, de dinheiro, de insegurança, de trabalho, de relação e outros mais poderão sacudir a casa inteira e vocês só terão um ao outro para se segurar. Casamento é sobre aprender a se segurar, um no outro. Aquela “casa” que não tem endereço certo será a sua fortaleza. A “casa” será o lugar aonde tudo começa e termina, todos os dias. E é para essa casa que o casal deverá concentrar as suas melhores ideias, os seus melhores sorrisos, a sua maior atenção. Por que esse lar será o reflexo do Amor de Deus.

A “casa” será o lugar aonde vocês encontrarão energia para recomeçar o que quer que seja: um dia, um trabalho ou a Vida! E com o tempo vocês irão perceber que esse Amor passará por várias fases, mas a “casa” continuará a mesma. As dificuldades do primeiro ano serão diferentes no quinto, no décimo sexto, no trigésimo, no quadragésimo primeiro, mas as alegrias também!

O que todos nós aqui esperamos é que esse Amor não seja perfeito por que nenhum deles é, mas que ele seja perfeito para vocês. Que ele reflita em boas ações, que Deus lhes conceda a dádiva de construir uma família feliz e que esse legado de Amor, respeito e tolerância ultrapasse a barreira do tempo.

Por fim, para finalizar a minha mensagem, eu preciso dizer que durante um bom tempo da minha vida eu estive pesquisando sobre o Amor entre os casais e o segredo de um casamento feliz. Durante muitos anos observei casais próximos que serviram de referencia, na tentativa de compreender o que eu teria que fazer para que o meu casamento fosse feliz. Depois de muitas observações, conclui que a receita é bem variável, mas que existe um ingrediente comum a todas elas: a doação mútua. Todos aqueles sentimentos iniciais do namoro e até do começo do casamento não resistirão às adversidades sem o mínimo de doação mútua, de carinho mútuo, de respeito mútuo, de Amor mútuo. Todas essas verdadeiras histórias de Amor que eu conheço têm como ponto comum: a doação. O que me faz pensar que talvez o fato de dar algo de si seja mesmo superior ao ato de receber. Estamos todos aprendendo! Perguntem aos casais juntos há trinta, quarenta, cinquenta anos, o aprendizado do matrimônio não cessa, o aprendizado do Amor não cessa.

Se eu pudesse resumir a minha fala em um único conselho eu faria, mas achei mais importante dizer que o casamento foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. À propósito, eu preciso agradecer ao casal por ter proporcionado a mim e ao meu esposo, Ricardo, irmão e agora cunhado, a oportunidade de nos conhecermos. O Amor de vocês já rendeu frutos que vocês nem sequer imaginam. Estamos completando quase seis anos de casados e a nossa união só foi possível por que existiu “Paty e Robin”. Eu espero de coração que o casamento seja também a melhor coisa que aconteceu na vida de vocês. Essa é a única certeza de que Deus está presente todos os dias em nossas vidas. Essa é a certeza de que Ele é a razão principal do enlace de duas pessoas que trilharam caminhos diferentes e que espontaneamente decidiram seguir juntos.

Que vocês respeitem a grandeza desse Amor e a pequenez da nossa compreensão. Que Deus os abençoe e a todas as formas de Amor aqui presentes.

Rita de Cássia Prado Burgos Liberal Menezes.

Teresina, 29 de julho de 2016.

A história de uma estampa: Pescaria.

PescariaKraftPeq

Um tema recorrente nas minhas fotografias de praia é a vida de um pescador do mar. Além de todos os sentimentos ligados a essa que é uma das profissões mais antigas que se tem notícia, o labor do pescado sempre rende cores e texturas além do imaginável. Minhas observações são sempre da praia. Nunca adentrei o mar numa canoa de pescador, mas sempre observo quando algo relacionado a ela surge no meu caminho.

A Estampa Pescaria é o registro de uma casinha de pescador na Praia do Patacho, no litoral norte do Estado de Alagoas. As cores e texturas pela madeira envelhecida e o desbotado da tinta desgastada pelo tempo são uma estampa pronta! Quando eu a fotografei não imaginava! Fiz essa sequência em junho de 2015 quando viajamos para comemorar um dia dos namorados e somente no final de 2016 resolvi transformá-la em estampa.

 

Então, depois de criada a estampa, inseri nos modelos e confeccionei em várias bases diferentes: cetim, crepe, neoprene, malha, etc. O resultado ficou incrível! Em cada peça valorizo uma parte diferente da estampa, que ainda conta com cadeados enferrujados que fazem as vezes de cintos estampados.

 

 

Amei esse trabalho! Autoria pra mim, é alto ria!

As fotos dessa coleção você encontra aqui.

ph: @dekolira | modelo: @joanagneta | acessórios: @jorgebischoffteresina | locação: @saccaroteresina | produção: @paty_css e @yurii_ribeiro |