É com muito prazer que digo que 2015 já era. Tive muitas bençãos no ano passado, mas também foi um ano muito atípico. Pessoalmente posso dizer que estive confusa a maior parte do tempo! Meus sentimentos em relação a minha própria pessoa, minhas expectativas, sonhos e projetos foram totalmente diferentes do que eu risquei no final do ano passado. Fechei o ano com um pesar sobre coisas que eu deveria ter feito, mas a falta de coragem não me permitiu. Quem sabe agora, mudando o prumo, eu consiga realizar os projetos planejados em 2015. Todas as experiências foram válidas e até a falta delas também, mas começo o ano de 2016 pedindo um coração mais calmo, menos ansioso e mais corajoso. Com o passar do tempo sinto que estou menos forte e determinada, as duas principais características que me moveram durante os anos. Que o otimismo não me abandone por que ele é minha última esperança! Como diria meu pai: vamos em paz e que o Senhor nos acompanhe!