#30diasdeLondres no Programa SuperTop.

 

IMG_20160804_155634peq

Ontem estive no Programa Super Top da TV Meio Norte à convite de Raquel Dias para falar sobre a minha experiência de #30diasdeLondres. Fizemos um bate-papo super legal de quinze minutos falando sobre a importância e o desafio dessa experiência!

20160804_153244peq

Assista o vídeo:

Muito obrigada pelo convite, é sempre um prazer poder compartilhar meus sonhos com as pessoas!

#30diasdeLondres Ep. 01: Chegada em Londres.

Dia 01, 25 de junho de 2016.

Ok, já estive sozinha em lugares estranhos e consegui. Vou me apegar a isso. Sempre sonhei passar uma temporada em Londres, mas nunca havia me programado para tal. Estou aqui por causa do Zika Virus. É, o tal do Zika adiou nossos planos de filhos em 2016 e eu encontrei a oportunidade de me ausentar por um tempo de Teresina. Tive quatro meses de preparação e não cheguei preparada. Meu maior desafio em enfrentar aventuras como essa sempre foi o medo de voar. O meu medo de voar é tão grande que eu não pensei em nenhuma adaptação à cidade. Não pensei no inglês, na comida, nas pessoas, na moeda cinco vezes mais cara que a nossa, na saudade, no trabalho. Durante quatro meses eu só pensei nesse bendito avião. Nos benditos aviões. Me apeguei a Santa Rita através de uma medalha que minha mãe me emprestou, rezei como nunca havia rezado e a viagem passou voando. Anestesiei todas as angústias e foquei no meu objetivo: realizar mais um sonho! Assisti dois filmes, encontrei um aluno querido no avião, enfrentei o medo da imigração, me enchi de coragem e fui. Depois de 28 horas transitando entre aeroportos e metrô, digo ao povo que: cheguei! Estou viva! Sã e salva e com a mala cheia de ansiedade e passeios coreografados! Seja bem vinda a mim novamente, Londres!

Por onde andei: Restaurante Recipease.

recipease

Olá, hoje quero levar vocês num lugar bastante inspirador, um lugar chamado Notting Hill. Mais do que o bairro clichê de um filme fofo com Hugh Grant e Julia Roberts, cada esquina de Notting Hill é um filme a parte. Fomos a Notting Hill, numa tarde ensoralada de domingo no verão londrino. Fomos de metrô e descemos na estação Notting Hill Gate. Como já saímos de casa tarde, almoçamos logo pertinho da estação, no restaurante Recipease do chef e apresentador de tv inglês, Jamie Oliver. Já conhecemos alguns restaurantes de Jamie, mas esse ainda não tinhamos visto. Vamos conhecer?

GOPR0323peq

O restaurante é super fofo. Tem dois andares, uma lojinha para comprar livros de receitas, utensílios, igredientes exclusivos e ainda funciona como uma escola de culinária. Inclusive, enquanto comíamos algumas meninas tomavam aula como parte de uma despedida de solteira. Achei muito criativo (e útil!).

Montagem Recipease 01

Montagem Recipease 02

Tudo muito lindo e acolhedor para combinar com todas as comidas que são feitas com igredientes orgânicos. Ricardo pediu um cordeiro com salada, cogumelos, pinholes e molho de iorgute e eu pedi um salmão defumado com batata e salada de rabanete. Estavam muito bons, inclusive para o meu marido que não curte salada. Para acompanhar: limonada orgânica em lata.

CardapioRecipease

Montagem Recipease 03

Enquanto comíamos, observávamos as pessoas que vinham do metrô em direção à Portobello Road, onde tem a feirinha de Notting Hill. Muito bom!

Ah, adquiri um livro do Jamie para minha cozinha e também uma revista de receitas.

Quero voltar lá! =)

2014-11-20peq

Trabalho de Conclusão de Curso ♥ Faculdade de Moda

Estou no melhor momento da minha vida. O sonho da Faculdade de Moda, é algo bem antigo, bem antes de me formar em Direito e exercer a profissão de advogada. Sou formanda da primeira turma da primeira faculdade de Design de Moda do Piauí e isso merece um post mega especial no final de julho que é quando eu vou receber o canudo.

Essa semana encerramos nossas vidas acadêmicas na graduação de Design de Moda da Faculdade NOVAFAPI com a apresentação de dois dos trabalhos mais importantes que tivemos no decorrer do curso.

O primeiro trabalho foi o planejamento completo de uma coleção, que inclusive vou utilizar de toda a pesquisa feita para a nossa coleção de verão, que já começou a ser produzida no Atelier 🙂

O segundo trabalho era um projeto de moda. Uma mini-coleção com o tema Etnia. Cada aluno escolheria uma etnia para desenvolver o subtema, que no meu caso, foi a Inglaterra. A etnia inglesa há muito tempo me fascina, mas tudo começou com a melhor banda de todos os tempos, a inglesa, The Beatles. Assim, o tema da minha coleção acabou virando os 50 (cinquenta) anos do bom e velho rock and roll inglês cujos representantes levam a bandeira da nação aos quatro cantos do mundo.

Desenvolvi seis looks inspirados em seis bandas inglesas: The Beatles, Rolling Stones, Queen, Iron Maiden, The Cure e Arctic Monkeys. Cada uma na sua década, imprimindo sua atitude não só na música, como no modo de agir e vestir de fãs de todo o mundo.

Juntamente com a pesquisa das bandas, fazendo uso de todo material possível, de performances ao vivo a blogs de rua todos ingleses, associei o visual carregado do roqueiro à leveza da estampa polka dots, “a estampa de bolinhas” que invadiu os armários dos ingleses muito antes de vestir o resto do mundo.

Vamos ver os looks?

A primeira banda, a banda do meu coração, que me inspira todos os dias com suas letras e imagens dos muitos livros que não canso de repetir, foi homenageada com um terninho fofo, com spencer forrado de polka dots preto com branco, uma camisa de tecido branca e uma gravata, também polka dots. Nos pés, oxford e meia preta. A guitarra de feltro em forma de broche é criação da Chiquita. Para apresentação contei com a modelo exclusiva do atelier Amanda. Linda!

A segunda banda, os Stones, também entre as mais mais do meu coração, ganhou uma camiseta com uma releitura da famosa boca, uma echarpe atoalhada nas cores da bandeira do Reino Unido e uma calça preta skinny super baixa, como Mick adora. Nos pés tênis branco. A headband como o nome “London” é da Chiquita. Para apresentação, a irreverente Cafira, amiga dos tempos em que eu era modelo, que encarnou muito o espírito Keith Richards e divertiu a banca. Adorei!

A terceira banda, o Queen, está representado pelo visual physical que invadiu os anos 80, calça branca com listras vermelhas nas laterais, uma regata com um broche de coroa de feltro e um lenço no pescoço na estampa polka dots. Nos pés, All Star branco. Para apresentação, a elegante Ana Lu, encarnou o performático Freddie Mercury.

A quarta banda, o Iron Maiden, tem casaqueto e bermuda de couro com recortes drapeados na laterais e uma camiseta com a releitura do mascote da banda Eddie que teve suas bandagens estampadas de bolinha. O colar de guitarra e pérolas é criação exclusiva da Chiquita. Nos pés, uma bota de couro de cano médio, incorporando o elétrico Bruce Dickinson. Para nossa apresentação, a meiga Beatriz, transformou-se na ousada Alice Dellal.

A quinta banda, a gótica The Cure foi recebeu um look sombrio com uma camisa preta com detalhe em polka dots e uma legging drapeada. Nos pés oxford de couro alto. A banda foi representada pela modelo Renata que encarnou o visual Robert Smith, o avô dos emos.

A sexta e última banda que serviu de inspiração foi uma das minhas preferidas da atualidade, o Arctic Monkeys. Para compor um visual indie: uma camisa branca com botões pretos, um plush de veludo com capuz em polka dots e uma calça preta pespontada de branco. Nos pés, uma botinha de cano curto. A apresentação foi encerrada com muita atitude pela platinada Mara.

A apresentação teve como trilha a música mais rock and roll dos Beatles, Helter Skelter. E eu queria aqui agradecer à minha mãezinha que me ajudou na elaboração das peças, minhas costureiras queridas do Atelier Rita Prado, à Camila, minha assistente que quebra muitos galhos, às professoras Gisela Falcão, Katya Ferraz e Rimena Canuto pelo incentivo diário, às amigas e clientes que compareceram ou torceram, ao meu companheiro de todas as horas, Ricardo, a minha amiga Marielle, da Chiquita, que confeccionou os acessórios, às modelos lindas que participaram da apresentação e ao Denis Coulter e equipe mara, responsáveis pela beleza.