Porcelana Vestível.

Alexander Mcqueen Falll 2011, peça inspirada no trabalho do artista chinês Li Xiaofeng.
Alexander Mcqueen Falll 2011, peça inspirada no trabalho do artista chinês Li Xiaofeng.

Indo em oposição à constante culpa que colocam sobre o Extremo Oriente acerca das cópias, vim mostrar uma borda criativa da China. A expressão Made in China nem sempre significa um produto imitação ou de baixa qualidade. É hora de se livrar da mente clichê e abrir os olhos para ver o que está acontecendo na arte contemporânea do Extremo Oriente.

Li Xiaofeng, nascido em 1965, é um artista de Pequim, que cria roupas temáticas de porcelana com cerâmica chinesa. Ao invés de mármore, madeira ou vidro, o artista prefere o uso de cacos de porcelana quebrada recuperados de antigas escavações arqueológicas. Para confeccionar as esculturas, ele corta as porcelanas, polimenta e faz a abertura de furos em cada canto, depois os unem através de fios de prata de modo a criar paisagens reorganizadas.

Vestido de Li Xiaofeng

Os cacos que ele usa são provenientes das dinastias chinesas tais como a dinastia Song (960 a 1279), Ming (1368 a 1644) e Qing (1644-1912). Dentro de suas obras existem vestidos, paletós e até t-shirts de cerâmica.

Em 2010, Li Xiaofeng foi convidado pela marca francesa Lacoste a criar duas camisas pólos diferentes para a série Holiday Collector 2010.  Além da peça em porcelana, ele também desenvolveu o design de um modelo em malha da famosa camisa pólo da marca.

imagem 2

Depois de escolhidos os cacos, Xiaofeng moldou e poliu, como de costume, mas em vez de abertura de furos e ligação com arame, ele fotografou cada (251 polos dos homens e 304 para as mulheres) e colocou um por um no tamanho padrão digital da frente da polo, costas e mangas. Ele escolheu uma nervura azul escuro para a gola e mangas na polo dos homens e uma azul claro para as mulheres. O último toque foi a adição do logotipo da marca e o crocodilo branco, a raça mais rara em peças da coleção. A tal Porcelain Polo foi limitada a 20 mil peças, o que tornou o produto quase exclusivo.

imagem 11

Uma outra referência importante da obra de Li foi a coleção de inverno 2011 da marca Alexander McQueen. A designer Sarah Burton levou para a passarela duas peças inspiradas no trabalho de Li. Além dos vestidos, as sandálias continham a técnica da porcelana vestível, característica do trabalho de Li.

Aqui no Brasil, a estilista Helô Rocha da marca Têca, também apresentou algumas peças com referências na arte de Li, em sua coleção apresentada na SPFW Verão 2014.

Li Xiaofeng já expôs seu trabalho com trajes de porcelana em diversas galerias na China e no mundo. Sua obras também já viajaram em turnês mundiais.

Eu adoraria adoraria adoraria poder ver de perto! Vocês gostaram?

Assinatura Paty.

Novidades no Atelier ♥ Jeans e Linho Floral

Amores,

Neste sábado pedi para o marido tirar umas fotinhas de novidades na loja que eu preciso mostrar para vocês. As fotos não têm muita produção, nem locação adequada, mas eu gostei muito. Principalmente por que foi o marido que me dirigiu e me fez sair com a carinha linda e feliz em todas as fotos 😉

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Falando nisso, em dezembro uma cliente muito querida me convidou para fazer seu vestido de noiva 😉 A Yo é esposa do Antonino e são duas pessoas que eu gosto assim: de graça. Um casal perfeito e inspirador, que gostam de coisas incomuns e que me concederam a honra de ter sua amizade. Então, a Yo é super básica e romântica. Ela me pediu um vestido a cara dela para usar nesse dia especial. Misturei organza, linho, laço e pregas e ficou muito fofo. Vamos ver?

 

 

 

 

Adoro quando minhas clientes mandam suas fotos usando peças da loja 😉

P.S.: Gente, o que é esse buquê? Nossa, perfeito!

P.S.2: A Amelie Poulin, minha gata, queria por que queria sair nas fotos, ela está assim feinha por que faz pouco tempo que foi tosada, falei para ela que não seria legal sair deste jeito no blog, mas.. hehehe